CAI divulga passo a passo sobre funcionamento do projeto Solidariedade Digital

 

A Comissão da Advocacia Iniciante (CAI) da OAB Paraná está divulgando um passo a passo sobre como será o funcionamento do projeto Solidariedade Digital. A iniciativa, lançada em dezembro de 2020 em parceria com as Comissões de Inovação e Gestão e Juizados Especiais, tem o objetivo de oferecer auxílio aos advogados que tenham dificuldades com ferramentas on-line para o exercício da profissão.

Para receber atendimento, é preciso acessar o link e, em seguida, solicitar contato pelo WhatsApp (41) 4042-5212. O retorno deve ocorrer em até 24 horas, com informações sobre como e quando o voluntário que fará o atendimento pode fazer contato.

Funcionamento

Quem tiver dúvidas ou dificuldades envia sua pergunta pelo sistema e um voluntário responder o mais breve possível. As dúvidas serão esclarecidas pelo WhatsApp ou por videochamada pela plataforma Meet.

“O Solidariedade Digital é um projeto pioneiro e surgiu na ideia de auxiliar advogados que tivessem dificuldades com os sistemas de processos eletrônicos e, na fase experimental, percebemos que diversos advogados iniciantes utilizaram o atendimento. Agora o projeto ganha uma nova forma de execução e eu tenho certeza de que, por meio da plataforma Broder, facilitará o contato entre o advogado voluntário e o advogado que está solicitando ajuda”, explica o presidente da CAI, Wagner Maurício de Sousa Pereira.

De acordo com a advogada Caroline Cavet, presidente da Comissão de Juizados Especiais e membro da Comissão de Inovação e Gestão, a pandemia de COVID-19 e a necessidade de distanciamento social aceleraram as transformações em escritórios e no judiciário para o mundo virtual. “A OAB Paraná, pela iniciativa da Comissão do Advogado Iniciante em conjunto com a Comissão de Juizados Especiais e de Inovação e Gestão, em ação inovadora e disruptiva lançou o projeto Solidariedade Digital que tem como propósito promover a troca de conhecimento, sem falar na interação pessoal, entre os advogados que precisam de auxílio digital para a utilização do processo eletrônico com os voluntários cadastrados na plataforma Broader”, esclarece.

“O projeto Solidariedade Digital evidencia que a colaboração é atividade chave para trazer resultados positivos à toda advocacia”, destaca o presidente da Comissão de Inovação e Gestão, Rhodrigo Deda.

Na avaliação do advogado Bruno Vinícius Callegari, membro da CAI, o projeto Solidariedade Digital “traz um alento à advocacia brasileira, na medida que recepciona de maneira diligente e eficaz a quem busca auxílio no meio eletrônico”. “A iniciativa, muito necessária, reúne advogados(as) de forma voluntária para sanar as nebulosidades que a tecnologia traz, não só aos mais avançados, como também aos iniciantes e intermediários profissionais. O uso intuitivo da plataforma do projeto, através de uma das redes de comunicação mais comuns e utilizadas nacionalmente, traz solução na maioria das vezes no mesmo dia solicitado. É um enorme avanço e auxílio que a OAB Paraná proporciona, apresentando altíssimos níveis de solução e satisfação”, argumenta.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Desenvolvido por ledz.com.br