OAB apresenta projeto de inclusão dos profissionais PcD na advocacia a escritórios e empresas 

 

Concluída a etapa de levantamento dos profissionais Pessoa com Deficiência (PcD) no estado, a OAB Paraná inicia uma nova etapa do projeto Empregabilidade: Inclusão da Advogada e do Advogado Pessoa com Deficiência na Advocacia: levar a proposta aos escritórios de advocacia e empresas.

Após a triagem do número de profissionais PcD inscritos nos quadros da Ordem – 395 em todo o estado, a seccional elaborou uma cartilha que reúne informações sobre a seleção, o recrutamento e o convívio com a pessoa com deficiência. O material gráfico, cuja produção começou na gestão 2016/2018, foi apresentado aos dirigentes das 48 subseções no último Colégio de Presidentes, realizado em Toledo nos dias 23 e 24 de maio.

O trabalho foi coordenado pela vice-presidente da Seccional, Marilena Winter, pela advogada Valéria Mendes Siqueira, coordenadora do Centro de Inclusão e Apoio à Pessoa com Deficiência, e pela advogada Berenice Reis Lessa, presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

“Que a gente comemore muito, como um grande resultado, cada posto de trabalho que conseguirmos abrir para um colega com deficiência. Hoje temos um mapa de quantos colegas têm deficiência e que tipo de deficiência possuem. Procurem saber nas subseções quem são os advogados que possuem uma deficiência, tragam eles para a Ordem. Saibam se já estão colocados, se algum escritório pode recebê-los. Temos condições de ajudar e basta se esforçar para que isso aconteça”, afirmou o presidente da OAB Paraná, Cássio Telles, aos dirigentes de subseção.

Prioridade

A vice-presidente Marilena Winter frisa que o projeto é prioritário, uma vez que é função da OAB alcançar todos os advogados, sem nenhuma distinção. “Nosso maior objetivo é criar condições de aproximação entre advogados e oportunidades de trabalho. Para isso, realizamos ampla pesquisa de currículos, bem como de oportunidades de colocação para os advogados com deficiência. A proposta tem sido muito bem recebida nos ambientes onde já tivemos oportunidade de apresentá-la”, disse.

Iniciativa inédita no país, o projeto Empregabilidade: Inclusão da Advogada e do Advogado Pessoa com Deficiência na Advocacia foi criado a partir das observações da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência acerca das dificuldades que os advogados PcD têm para prosseguir na área do Direito. Em 2018, a OAB Paraná contratou a advogada Valéria Mendes Siqueira, que é deficiente visual, para coordenar o Centro de Inclusão e Apoio à Pessoa com Deficiência.

“A OAB Paraná, ao implementar o projeto de Empregabilidade e criar o Centro de Inclusão e Apoio ao Advogado com deficiência, caminha na contramão dos índices existentes, pois o intuito é colocar nossos advogados PcD em colocações compatíveis com sua formação e qualificação para que alcancem uma remuneração também compatível com as de seus colegas sem deficiência”, frisa Valéria Mendes.

Para Berenice Lessa, a criação do projeto é um dos maiores legados da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência para a OAB. “Com sua visão inovadora, este projeto consiste em contemplar os advogados que, apesar da sua capacitação profissional, se encontram excluídos do exercício da advocacia, em razão de suas limitações física, sensorial e ou intelectual. E este é, justamente, o diferencial desse trabalho desenvolvido pela Comissão”, explica.

 

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Desenvolvido por ledz.com.br