Em Cambé, OAB Paraná desagrava a advogada Bárbara Elias Maruch de Castilho

 

A Marcha em Defesa das Prerrogativas  chegou no início da tarde desta quarta-feira (23) a Cambé, onde foi desagravada  a advogada Bárbara Elias Maruch de Castilho. O ato foi realizado na Secretaria de Saúde do Município, em razão dos atos perpetrados por Ana Maria Chinaglia Bavia, na qualidade de Diretora da Secretaria Municipal de Saúde. A advogada desagravada foi obrigada a retirar-se da sala enquanto acompanhava sua cliente, também funcionária pública, sendo impedida de exercer  o pleno exercício profissional de acompanhar o seu constituinte.

Participaram do ato de desagravo o presidente da seccional, Cássio Telles; a vice-presidente, Marilena Winter; o diretor de prerrogativas, Alexandre Salomão; o secretário-geral, Rodrigo Rios; o diretor-tesoureiro, Henrique Gaede; o os conselheiros federais Juliano Breda e Artur Piancastelli; os conselheiros seccionais e membros da Câmara de Direitos e Prerrogativas Luiz Fernando Casagrande Pereira e Paulo Buzato; e a presidente da OAB Londrina, Vânia Queiroz e sua diretoria.

Na nota de desagravo, a OAB Paraná frisa que “o fato viola as prerrogativas dos advogados, já que é direito do advogado ingressar livremente em qualquer reunião que participe seu cliente”. A seccional reforça, ainda, que a ofensa “deve ser interpretada como óbice às prerrogativas elencadas nos arts. 6º e 7º, do EAOAB”, proclamando a comunidade local, especialmente a jurídica, a repudiarem a a violação de qualquer direito garantido pela Constituição Federal, na Lei nº 8.906/94, ou em qualquer norma que diga respeito à Classe dos Advogados, o pleno exercício da advocacia e a liberdade constitucional.

Defesa das Prerrogativas

Por meio da Marcha em Defesa das Prerrogativas, a OAB Paraná cumpre uma série de desagravos em comarcas da região de Londrina ao longo do dia. Os primeiros atos públicos foram realizados em Primeiro de Maio, Londrina e Cambé e seguem para Jaguapitã, onde a advogada Nayara Larissa de Andrade Vieira receberá o apoio e solidariedade da classe contra a violação de suas prerrogativas. O desagravo acontece às 17h15, na Delegacia de Polícia de Jaguapitã.

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

Desenvolvido por ledz.com.br